Sempre bom

Sempre bom

Bom dia, tarde ou noite, caros leitores, amigos, colegas, desafetos e transeuntes.

Não tem artigo hoje porque estou escrevendo o de amanhã, que será legalzinho até, um Top Cinq como nos bons tempos. Hoje, só estou passando por aqui para lhes apresentar duas novidades.

A primeira é que me tornei adepto da Cientologia e passarei a escrever textos apresentando um pouco sobre a nossa bela e incompreendida filosofia. Mentirinha.

Anuncio com um bocado de satisfação a nova parceria entre o Bandeira Verde e o Pecasauto24, uma das maiores lojas virtuais de autopeças da Europa. Europa? Quer dizer que somente o Speeder76 e os leitores europeus poderão comprar por lá?

Felizmente, não só eles. A Pecasauto24 disponibiliza seus mais de 500 mil produtos a mais de cinquenta países, incluindo o nosso Brasil Varonil. Portanto, se você quiser comprar peças para seu carro a um precinho camarada sem ter de vasculhar lojas e mais lojas, basta dar um click neste link aqui: http://www.pecasauto24.pt/.

Agora vocês já sabem: se seu carro quebrar no meio da estrada ou se um barbeiro estourar o farol traseiro de sua bela diligência, Pecasauto24.

A segunda novidade é que estou doando minha priminha de seis anos de idade para testes farmacêuticos, atividades circenses ou propósitos sexuais. Os interessados podem falar comigo aqui mesmo.

Mentirinha. Mentira! Polícia Federal, essa é apenas mais uma brincadeira idiota e sem-graça.

dislike

Sempre fui um ferrenho opositor ao Facebook. Sou um tradicionalista chato, do tipo incapaz de aceitar e se integrar a esse negócio de “redes sociais” – a única que ainda presta é o Orkut, pois dá para travar umas discussões muito legais sobre o tudo e o nada. Fico com vontade de estuprar todos aqueles que, por exemplo, não desgrudam do celular ou do espertofone enquanto estão bebendo no boteco ou caminhando numa viela durante tão esperada viagem a Bucareste. Não curto, não compartilho nada, tenho apreço pela minha vida banal, desinteressante e desprovida de vaidade.

Mas não dá para viver numa caverna psicológica quando seu objetivo é o de promover o que você escreve. O Facebook pode ter o poder de transformar pessoas legais e interessantes em idiotas narcisistas, radicalizados e pseudointelectuais, mas também tem alguma serventia para aqueles que precisam mostrar ao mundo sua obra. Depois de um bocado de relutância, me rendi aos encantos da rede social azul. A partir de hoje, o Bandeira Verde poderá ser curtido e compartilhado por todos vocês nessa página aqui: https://www.facebook.com/pages/Bandeira-Verde/520289468048862?fref=ts. E pra quem tiver algum interesse, há também o perfil oficial: https://www.facebook.com/bandeira.verde.7.

Não me deixem só, como dizia o velho presidente contraventor.

Anúncios