Notas minúsculas que o tempo me é caro.

– As favoritas são aquelas lá mesmo: McLaren, Mercedes, Ferrari e Red Bull. Distribuo agora as ressalvas a quem de direito.

– McLaren e Mercedes são as equipes que estiveram melhor hoje. Responsa do motor Mercedes? Talvez, até porque a Force India de Adrian Sutil conseguiu pontear o primeiro treino. Mas o destaque vai para as duas.

– A Red Bull é aquilo, esteve bem com Vettel e mal com Webber, mas ninguém sabe qual é a real performance dos carros azuis. A Ferrari parece ser a pior das quatro, mas ainda não está fora do páreo.

– Hülkenberg começou na frente de Barrichello. Repito: o alemão é piloto pra ser campeão. Quanto a Rubens, deixou o treino chateado, mas consciente de que o seu Williams tinha alguns acertos experimentais. O primeiro tira-teima de verdade é amanhã.

– Force India, gente. Olho na Force India.

– Aquele trecho novo após a curva 4, com o perdão da palavra, é uma bosta. Uma bosta.

– Bruno Senna, coitado. Vi uma volta onboard com o piloto e seu HRT. O carro mal anda em linha reta, não freia direito, não faz curva e não tem tração. Bruno vai ter um fim de semana exaustivo tendo de corrigir tanto seu carro. Pelo menos, o carro anda e não teve nenhum problema grave até aqui.

– Karun Chandhok, coitado. Desde que foi contratado, não conseguiu sequer tirar o carro da garagem. É o verdadeiro Perry McCarthy indiano.

– As outras estreantes fizeram aquilo lá que se espera delas: ficaram lá atrás, mas com dignidade. Se o Jean Todt realmente reviver a regra dos 107%, nesse momento, só a HRT ficaria de fora.

– Não há um favorito claro para a pole-position, e nem para a corrida. Imperdível, o fim de semana.

Anúncios